Após derrota para o Flamengo, Thiago Carpini é demitido do São Paulo


PUBLICIDADE

GAZETA ESPORTIVA

Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Chegou ao fim a curta trajetória de Thiago Carpini como técnico do São Paulo. Após a derrota para o Flamengo, nesta quarta-feira (17/04), no Maracanã, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, a diretoria do clube decidiu demitir o treinador após 18 partidas e três meses de trabalho. O auxiliar Milton Cruz irá assumir de forma interina.

 

Thiago Carpini já vinha lidando com uma forte pressão de parte da torcida desde a reta final do Campeonato Paulista. O São Paulo teve dificuldades para se classificar ao mata-mata do Estadual e foi eliminado precocemente da competição, nas quartas de final, pelo Novorizontino, nos pênaltis, em pleno Morumbis, diante de mais de 55 mil tricolores nas arquibancadas.

 

Após a queda no Paulistão, Thiago Carpini teve mais de duas semanas para preparar a equipe exclusivamente para a estreia na Copa Libertadores. É verdade que o treinador não pôde contar durante parte deste período com os atletas convocados para defender suas respectivas seleções, como Arboleda, James Rodríguez, Nahuel Ferraresi, Rafael e Pablo Maia, porém, teve a maioria dos jogadores do elenco à disposição, com exceção também de alguns lesionados.

 

Thiago Carpini deixa o São Paulo com sete vitórias, seis empates e cinco derrotas – aproveitamento de 50%. Apesar do curto período à frente do time, o treinador conquistou a Supercopa Rei contra o Palmeiras, nos pênaltis, após empate sem gols no tempo regulamentar, além de ter quebrado o incômodo tabu na Neo Química Arena, vencendo o Corinthians por 2 a 1.

 

O início de 2024 do São Paulo é bem semelhante com o do ano passado. Em 2023, após um Campeonato Paulista aquém das expectativas, sendo eliminado também nas quartas de final, pelo Água Santa, a diretoria decidiu bancar a permanência de Rogério Ceni, que, assim como Carpini, teve oportunidade de comandar uma intertemporada antes de voltar às competições, mas o elenco seguiu somando exibições frustrantes, e o treinador acabou demitido pouco depois.

 

Agora, a diretoria são-paulina terá de agir rápido para contratar um substituto para Thiago Carpini e não deixar a classificação para as oitavas de final da Libertadores ficar distante. O torneio continental é o principal objetivo do Tricolor em 2024, e a alta cúpula do clube sabe que não pode perder tempo, caso queira manter vivo o sonho do tetracampeonato.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE