Polícia Civil prende homem que se masturbava para alunas adolescentes próximo de escola em MS


PUBLICIDADE

IVINOTICIAS/PC

Foto: Divulgação/PCMS
PUBLICIDADE

Um homem de 25 anos de idade foi preso preventivamente nesta quarta-feira, (10/07), pela Polícia Civil, por intermédio da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Dourados. Segundo apurado, ele tinha o hábito de se masturbar para alunas adolescentes, nas proximidades de uma Escola Estadual localizada no Bairro Jardim Água Boa.

 

O caso foi levado até a Polícia Civil, pela Guarda Municipal, no final do mês de junho. Conforme os dados levantados, uma equipe da Guarda, que realiza a Ronda Escolar, foi acionada pelo diretor da escola, após algumas alunas terem comunicado o ocorrido, no entanto, o autor não foi identificado neste primeiro momento, mas o diretor adjunto da unidade escolar foi orientado a registrar o Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil.

 

Em depoimento, a testemunha contou que, de fato, alunas adolescentes procuraram a diretoria da escola afirmando que havia um indivíduo que se masturbava para elas, no horário de entrada das aulas. E, após tomar conhecimento, os fatos foram registrados em Atas Escolares e a Guarda Municipal foi chamada.

 

Quatro alunas foram identificadas como vítimas da importunação sexual e prestaram declarações, sendo três delas adolescentes de 14 e 15 anos. As narrativas das vítimas foram similares, inclusive afirmando que o crime ocorria desde o início do ano letivo de 2024.

 

Inicialmente, acredita-se que o delito estava sendo praticado por dois indivíduos, tendo em vista que o autor dos fatos utilizava dois veículos distintos, um carro e uma moto. No entanto, a investigação apontou um homem de 25 anos como autor dos fatos, que, ora utilizava um carro, ora utilizava uma motocicleta.

 

Em interrogatório, ele confirmou ser o indivíduo que utilizava o carro e a motocicleta nas proximidades da escola estadual em questão, mas negou que se masturbava para as alunas. Com a identificação da autoria delitiva, a Autoridade Policial responsável, delegada Ariana Gomes, representou pela decretação de prisão preventiva do indivíduo.

 

Assim que o pedido foi acatado pelo Poder Judiciário, o mandado foi devidamente cumprido. O inquérito policial que investigou os crimes já foi relatado e encaminhado ao Poder Judiciário.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE