Ivinhema - MS, quarta-feira, 26 de setembro de 2018

20º min
28º min



Publicado em: 12/01/2018 às 09h27

Fim do boato: “grávida” do Padre Reginaldo Manzotti nem sequer existe


infonscm

Foto: Divulgação

De acordo com as “fake news” que se espalharam como praga e que tanto andam na moda pelo mundo inteiro, o padre Regionaldo Manzotti teria engravidado uma jovem chamada Adriele Fernandes, de 21 anos, moradora da cidade de Porteirinha, no Estado brasileiro de Minas Gerais.

 

Segundo a mentira que inundou as redes sociais, Adriele Fernandes teria relatado vários encontros com o padre em eventos dele. De quebra, teria desabafado com a seguinte mensagem, igualmente falsa:

 

“Tem sido difícil pra mim. Já entrei em contato com ele (Reginaldo), mas diz que não me conhece, que nada aconteceu, mas, eu vou provar. Assim que a criança nascer, vou entrar na justiça e exigir exame de DNA e isso vai esclarecer tudo”.

 

Diferentes versões da mesma mentira

 

Inúmeras versões diferentes do boato foram divulgadas por vasta quantidade de blogs, sites e páginas em redes sociais – incluindo as de alguns autoproclamados “colunistas de renome nacional“.

 

Os textos, no geral, diziam que a jovem se chamava Adriele Fernandes, tinha 21 anos e era de Porteirinha (MG). Uma das últimas versões relatava que Adriele teria denunciado o padre a “um jornal do norte de Minas Gerais” – mas não dizia o nome do suposto jornal.

 

Jornal não existe

 

O site boatos.org, dedicado exclusivamente a investigar e desmentir histórias falsas que circulam pela internet, foi atrás dos jornais do norte de Minas e só encontrou um veículo de comunicação que tinha publicado um suposto “depoimento direto” de Adriele Fernandes: um site chamado “Mais Vistas”.

 

No entanto, não se trata de nenhum jornal. O boatos.org observa a respeito desse site:

 

“O site não tem nada de confiável (normalmente, publica histórias falsas ou mal contadas). Vale dizer que a tal Adriele poderia ter se pronunciado em redes sociais e não falado a um jornal do interior”.

 

Grávida não existe

 

A equipe do boatos.org tentou localizar também a suposta jovem grávida, Adriele Fernandes. Sem sucesso. Não foi encontrado nenhum perfil de rede social que correspondesse ao nome e à foto que havia sido divulgada. Também não foi achado nenhum registro em nome da jovem de Porteirinha.

 

Considerando que todas as versões da falsa notícia usaram uma mesma e única fonte não verificada, que foi a suposta postagem da própria Adriele Fernandes, seria de esperar que Adriele tivesse algo mais a dizer sobre o caso que atingiu repercussão internacional. No entanto, transcorridos dias depois da viralização das “fake news“, Adriele nunca apareceu. Nenhum jornal a localizou. Ninguém a localizou.

 

Mesmo que existisse uma ainda não localizada Adriele Fernandes de 21 anos em Porteirinha, seria preciso comprovar a suposta gravidez, o que passa longe de ser o caso.

O que disse o padre que foi acusado falsamente

 

O pe. Reginaldo Manzotti publicou a seguinte nota:

 

“A assessoria de imprensa do Padre Reginaldo Manzotti esclarece à imprensa que a notícia recebida na segunda-feira, dia 08 de janeiro de 2018, sobre a jovem, de 21 anos, supostamente grávida do padre, do norte de Minas Gerais, é falsa.

O sacerdote desconhece a jovem mencionada. Frisamos que o mesmo é um Padre e segue o seu sacerdócio de forma primorosa e fiel”.

 

Conclusão do boatos.org

 

O site que descarta histórias sem fundamento espalhadas pela internet declara:

 

“Podemos ver que a história surgiu em um site de fake news. A jovem, por enquanto, não apareceu e o padre desmentiu tudo. O único ponto diferente na história toda é que um “colunista” de fofoca comprou a tese e potencializou o texto. Sendo assim, boato. Até a próxima”.

 

No tocante a este caso, esperamos que não haja uma próxima.