Ivinhema - MS, terça-feira, 25 de setembro de 2018

20º min
28º min



Publicado em: 14/09/2018 às 08h59


Ana Claudia

Foto: Javier Barbancho/Reuters

Seria natural pensar que o Real Madrid sofreria com a saída de Cristiano Ronaldo. A ida da maior estrela do elenco blanco ligou o sinal de alerta por conta da “Cristianodependência”. No entanto, a transferência do então rei de Madri para a Juventus fez ascender dois fortes candidatos à nobreza merengue. Na primeira vez que atuam no time sem CR7 fazer parte do plantel, Benzema e Bale alcançaram o melhor início de temporada de suas carreiras.

 

Enquanto Cristiano Ronaldo ainda não conseguiu seu primeiro gol pela Juventus em jogos oficiais, Bale e Benzema vivem uma fase com bom número de gols. Para o jornalista espanhol da rádio "Marca" Miguel Toribio, a ausência da antiga maior estrela influencia na fase goleadora dos jogadores, destacando o fato de a dupla ter assumido o status de principais nomes do time.

 

- O que os dois têm em comum é que deram um passo à frente. Têm mais responsabilidade. Sem Cristiano, precisam assumir o papel de goleadores. Sabem que antes podiam ter um dia ruim, porque poderiam ficar protegidos sob as asas de Cristiano. Agora, assumiram todo o protagonismo - apontou o jornalista.

 

A mudança que o time passou depois que Cristiano Ronaldo deixou Madri teve reflexos na função tática de ambos os jogadores. Apesar de a equipe ainda jogar no esquema 4-3-3, os jogadores de ataque passaram a ter muito mais liberdade para se movimentar, como destacou o jornalista do jornal "Marca" e correspondente do Sportv, Fernando Kallás.

 

- Antes, CR7 engessava a distruibuição tática dos jogadores de ataque, porque ele sempre jogava no mesmo lugar, aberto pela esquerda. Agora existe muito mais movimentação entre Bale, Benzema e Asensio, trocando de posição constantemente. E, além disso, existe um trabalho de pressão alta na saída de bola que não existia antes - explicou Fernando.

 

Na última temporada, Benzema atuava mais em função da equipe - e, claro, de Cristiano Ronaldo, como destacou o ex-treinador merengue Zinédine Zidane.

 

- Karim foi importante para o equilíbrio do ataque em termos de como queria que a equipe atacasse. Ajudou a implementar nosso jogo de posse com seus companheiros de equipe. Se coloca à disposição e é um verdadeiro jogador de equipe - disse Zidane, em entrevista ao site da Uefa.

 

No plantel atual do Real Madrid, Benzema se tornou homem de referência no ataque do time. Nas quatro primeiras partidas da temporada, o francês passou a buscar mais o gol. Até o momento, o camisa 9 balançou a rede em cinco oportunidades, média de 1,25 por partida, a melhor da carreira em início de temporada.

 

- No caso de Benzema, ele passa a ser mais centroavante do que ponta. Agora a primeira opção dele é o gol. Antes, era buscar Cristiano - disse Toribio.

 

Gareth Bale segue caindo preferencialmente pelo lado direito do ataque. No entanto, sem Cristiano pela outra extremidade do campo, há a possibilidade de maior mobilidade do camisa 11, aparecendo mais livre para circular ao longo do jogo, o que rendeu um início de temporada com mais gols também para o galês.

 

Quase sempre que Cristiano estava, Bale jogava pela direita em um 4-3-3. Agora, sem CR7, vemos que ele tem mais liberdade de movimento. Ele geralmente começa a partir da direita, mas às vezes troca de posição com Asensio, e aparece até mesmo pelo centro. Está posicionalmente mais liberado, já que pode ocupar toda a frente do ataque - disse Miguel

 

O ataque da equipe vem apresentando números animadores. Já são 12 gols marcados, sendo oito deles da dupla Bale e Benzema - dois terços do total. No entanto, o jornalista da rádio "Marca" ressalta que é preciso ter calma, já que as equipes que o Real enfrentou no Espanhol são de baixo poderio na competição.

 

"É preciso esperar. Na La Liga, o Real enfrentou Getafe, Girona e Leganés, rivais muito inferiores", destacou Toribio.

 

Com 100% de aproveitamento no Espanhol e buscando consolidar a boa fase do novo ataque, o Real Madrid volta a campo para encarar o Athletic de Bilbao, no sábado, no Estádio de San Mamés, pela quarta rodada do Campeonato Espanhol.