Sexta-feira, 16 de novembro de 2018

IVINHEMA: Fundação MS apresenta resultados de pesquisas referentes à safra de soja

Publicado em: 14/05/2018 às 15h46


A Fundação MS realiza, neste mês de maio, as Apresentações de Resultados de Pesquisas referentes à safra de soja 17/18, em parceria com o Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural. Ao todo nove municípios sul-mato-grossenses estão contemplados com palestras que levam informações ao produtor rural. A cidade de Ivinhema recebe a programação na próxima quarta-feira dia 16 de maio. O objetivo é levar ao produtor recomendações de novas tecnologias baseadas nos estudos realizados ao longo do ciclo.


O pesquisador em fitotecnia de soja da Fundação MS, André Ricardo Gomes Bezerra, deve apresentar os resultados dos trabalhos regionais sobre o posicionamento de cultivares de soja em diferentes épocas de semeadura, em vários municípios do Estado. Com isso, os participantes poderão avaliar os diferentes resultados de acordo com as regiões de plantio.


Os resultados de manejo e a fertilidade do solo serão apresentados pelo pesquisador Douglas Gitti. As informações nortearão o produtor rural sobre as técnicas que podem ser adotadas nas próximas safras para aumentar a produtividade da soja. Para complementar, o pesquisador de fitossanidade da Fundação MS, José Fernando Jurca Grigolli, abordará o manejo das doenças que mais atacam a cultura no Estado.


Para o presidente da Fundação MS, Luciano Mendes, as apresentações são ferramentas para o produtor rural abastecer-se de conteúdo técnico de qualidade e potencializar os resultados de sua propriedade. "São informações atualizadas com base em estudos recentes da entidade que trazem, na prática, dados que colaboram na tomada de decisão para soluções mais eficazes na lavoura", afirma Mendes.


O diretor-executivo da Fundação MS, Alex Melotto, complementa que as pesquisas podem contribuir ainda com o trabalho e estudo de técnicos, acadêmicos e outros profissionais da área. "Os resultados são apresentados com foco em cada região, trazendo maior assertividade na escolha das práticas que vão impactar diretamente na produção e produtividade ", explica.